· 

PROJETE A VIAGEM DE SEUS SONHOS : HOJE : ILHA GRANDE - RJ

COMO CHEGAR

A primeira coisa que você precisa saber é que não vai chegar na Ilha Grande com o seu veículo próprio.

Não existem pontes nem balsas para transportar veículos e também não é permitido veículos automotores particulares de qualquer categoria e a única forma de chegar lá é a travessia marítima em embarcações de diferentes tipos e portes.

Há três rotas principais de barcos para a Ilha Grande: Mangaratiba, Conceição de Jacareí e Angra dos Reis. O embarque mais próximo do Rio de Janeiro é Mangaratiba, localizada a 100 km de distância da capital carioca. Essa é a rota mais próxima para quem chega pelos aeroportos Santos Dumont, Galeão ou na Rodoviária Novo Rio, porém tem o trajeto de barco mais longo e apenas uma opção de horário por dia. Conceição de Jacareí, localizada apenas 15 km depois, tem o trajeto de barco mais curto e muitas opções de horários de barcos. Angra dos Reis também oferece vários barcos e, apesar de mais distante do Rio de Janeiro, é a mais próxima para quem chega de Paraty e São Paulo.

QUANDO IR PRA ILHA GRANDE, RJ: A MELHOR ÉPOCA PRA VIAJAR PRA LÁ

Entre outubro e março, é quando são registrados os meses mais quentes e úmidos. Mas junto do calor, vem a época mais chuvosa. Sim, em pleno verão são registrados os maiores acúmulos de chuva em Ilha Grande. Parece contraditório, já que de dezembro até o Carnaval a ilha recebe o maior número de turistas.

Já entre abril e setembro, o clima costuma ser mais seco, mas com temperaturas um pouco mais baixas. Não espere dias muito gelados, mas entre uma frente fria e outra pode surgir uma onda de frio.

PRAIAS E ENSEADAS

Principales comunidades:

1 – Praia Vermelha | 3 –Ensenada de Araçatiba | 4 –Longa | 5 –Ens. de Sítio Forte | 6 – Ens. do Bananal  | 10 – Saco do Céu  | 11 – Ens. das Estrelas | 12 –  Ens. do Abraão | 13 – Ens. de Palmas | 19 – Dois Rios | 23 – Provetá.

Núcleos habitados, playas semi desiertas o desiertas:

2 – Itaguaçú  | 7 – Freguesia de Santana | 16 – Lopes Mendes | 17 – Santo Antonio | 18 – Caxadaço  | 20 – Parnaioca | 21 – Aventureiro .

PRAIA VERMELHA

A Praia Vermelha com suas águas transparentes e verdes é bastante frequentada por mergulhadores que dela partem em expedições submarinas, especialmente pelos navios naufragados na baia da Ilha Grande. Bem perto da Praia Vermelha está o naufrágio vapor Califórnia, um dos mais conhecidos da região

ENSEADA DA ARAÇATIBA

Três praias de águas calmas e cristalinas compõem a enseada de Araçatiba: praia da Cachoeira, praia Grande de Araçatiba e Araçatibinha, sendo a praia Grande de Araçatiba a maior delas, com cerca de 800 metros.

Na praia Grande de Araçatiba, que possui areia dourada, fica o maior cais para atracação dos barcos, algumas pousadas, bares, restaurantes e a igreja Nossa Senhora da Lapa, um dos principais pontos turísticos de Araçatiba. Araçatiba possui diversas pousadas, camping e hospedagens que oferecem aos clientes muito mais que um simples lugar para dormir. A maioria delas trabalha com sistema de “meia pensão”

PRAIA  DA LONGA

Esta praia possui 200m de extensão com areia monazítica (areia medicinal) e a Cachoeira da Longa que deságua em suas areias claras. Um dos principais pontos turísticos é a Igreja de São Pedro, que fica logo em frente ao cais da praia.

A Praia da Longa abriga uma comunidade de 150 moradores aproximadamente, a pesca e o cultivo de mexilhões são suas atividades principais. Um local exótico que preserva muito da cultura e costumes antigos, ainda não dominado pela modernidade.

ENSEADA DE SITIO  FORTE

Toda a Enseada de Sítio Forte apresenta praias muito convidativas com águas esverdeadas, transparentes, mornas e tranquilas. É marcante o grande rochedo imponente que inspirou o nome ao local.

Aqui existem pousadas, bares, restaurantes e diversos cais para atracar. A energia elétrica é disponível em 110V e por estar de frente para a cidade de Angra dos Reis o sinal de celular é muito bom. Não há estrutura de comércio como mercados, farmácias e padarias.

ENSEADA DO BANANAL

A Praia do Bananal, de águas calmas e areia monazítica (areia com propriedades medicinais), oferece aos turistas um convite ao descanso e ao lazer. A antiga plantação de bananas da fazenda de Freguesia de Santana, localizada bem perto dali, deu origem ao nome da praia que, até hoje, guarda exemplares da fruta espalhados por toda a Mata Atlântica em volta.

SACO DO  CÊU - ENSEADA DAS ESTRELAS

 

 Saco do Céu é uma enseada formada dentro da Enseada das Estrelas

As principais praias que formam a Enseada do Saco do Céu são: A bela Praia do Saco, Praia de Dentro, Praia do Galo, Praia do Conrado, Praia da Caravela e a Praia do Amor. Esta última possui apenas 30 metros de extensão e uma beleza inigualável que se destaca em meio a imensidão de tons verdes da mata atlântica refletidos no mar.    

O Saco do Céu também é famoso por sua culinária. Rodeado de restaurantes sofisticados é considerado, atualmente, o centro gastronômico da Ilha Grande. Restaurantes como Almirantado, Reis Magos, Coqueiro Verde e outros são conhecidos internacionalmente pela qualidade e bom atendimento.

ENSEADA DO ABRAÂO

A enseada do Abraão era muito utilizada para ancorar barcos de todos os tipos no passado e continua assim nos dias de hoje, dando mais beleza e vida a este lugar.

A enseada do Abraão compreende a praia Miradeiro, a praia Preta, a Vila do Abraão, praia do Canto, praia da Julia, praia da Bica, praia Comprida, praia da Crena, praia da Guaxuma, praia do Abraãozinho e praia e ilha do Morcego. 

CONHEÇA  AS  PRAIAS - 

Enseada do Abraão

PRAIA DO CANTO

Se você decidir ir para o lado da praia do Canto irá encontrar amendoeiras embelezando e proporcionando sombra em toda orla da praia. A praia do Canto possui águas calmas e límpidas, ideal para as crianças. É um ótimo lugar para se passar à tarde e começo de noite com seus bares e restaurantes a beira mar. O bar Amarelinho do Canto é um dos mais tradicionais do local, oferecendo uma caipirinha deliciosa.

PRAIA DA JULIA

Se você quiser caminhar mais um pouco, siga pela trilha T10 (Abraão / Pouso) e vá até a praia da Julia. Uma pequena faixa de areia clara, com águas tranquilas e um bar a beira mar (funciona na alta e em feriados) proporcionam aconchego e comodidade aos visitantes. A Praia da Júlia fica bem pertinho do Abraão e tem este nome por causa de sua antiga moradora, a Dona Júlia, que ali vivia em uma casinha que seus descendentes ainda mantêm com os mesmos traços de outrora.

PRAIA DO ABRAÂOZINHO

Pequena, mas não menos paradisíaca, a praia do Abraãozinho é bem abrigada dos ventos e têm suas águas a transparência peculiar às demais praias da Ilha Grande. Abraãozinho é a mais aconchegante das praias da enseada. O destaque fica por conta da comida saborosa e o atendimento cordial das pessoas que atendem nos dois restaurantes da praia.

VILA DO ABRAÂO

A Vila do Abraão é o principal ponto de chegada dos visitantes que chegam a Ilha Grande. Um lugar charmoso, com clima tropical e total estrutura para quem deseja conhecer esta maravilha do Rio de Janeiro.

É no Abraão que está localizada a maioria das pousadas e hospedagens, campings, casas de praia e suítes para alugar, restaurantes, comércio com lojas de artesanatos e agências para passeios, travessia marítima e mergulhos. Por isso, a Vila do Abraão é conhecida como "capital da Ilha Grande".

O imponente Pico do Papagaio e a secular igreja de São Sebastião, pontos turísticos da Ilha Grande, dão boas vindas a todos que aportam nesta pitoresca vila, cuja natureza exuberante reina absoluta ao redor.

 

ENSEADA DE PALMAS

Aqui existam fazendas que utilizavam mão de obra escrava no cultivo da cana de açúcar e do café e os sinais daquela época são perceptíveis, como ruínas de casas de fazenda.

Batalhas navais entre piratas e naus do império português também foram travadas por aqui.

Palmas foi um dos locais mais habitados da Ilha Grande no século 19 e atualmente é um dos núcleos menos habitados com cerca 70 pessoas.

DOIS RIOS

A praia de Dois Rios é fascinante, suas areias amarelas tem aproximadamente um quilômetro de extensão. O azul-esverdeado resplandecente das águas e as ondas que se formam com o vento do mar aberto, batem na praia nos convidando para um mergulho. É propícia para a prática de surf e pescaria pois sendo voltada para o mar aberto, a região é bem servida com pescados de qualidade.

Reconhecido como um dos locais mais belos da Ilha Grande, esta deslumbrante localidade foi o pivô da fama de “Ilha Presídio”. Essa situação foi, talvez, a maior responsável pela preservação da Ilha Grande porque inibiu até 1993 a atividade turística. O Local abrigou o extinto presídio Cândido Mendes.

PROVETÁ

A praia de Provetá é bem bonita, com cerca de 500 metros de águas claras, areia grossa e amarelada, mar ligeiramente batido. Embora não seja uma praia focada no turismo, Provetá é a principal porta de acesso terrestre para a Praia de Aventureiro e a Praia dos Meros no lado oceânico da Ilha Grande.

A Vila do Provetá abriga a segunda maior comunidade da Ilha Grande

ITAGUAÇÚ

 

A pequena Praia do Itaguaçú (ou Praia do gaúcho para os locais), é um espetáculo de beleza natural, com águas calmas, esverdeadas e muito transparentes, convidando à prática do snorkel ( flutuação) para observação da vida marinha. É circundada por grandes pedras que contribuem para a tranquilidade das águas, maior privacidade e que são habitat natural de várias espécies marinhas. Há um pequeno córrego de deságua na praia.

FREGUESIA DE SANTANA

Freguesia de Santana é uma península, na fronteira da face norte com a face noroeste da Ilha Grande, composta por 4 praias. Praia da Freguesia, Praia da Baleia, Praia da Grumixama e Praia da Freguesia Sul. A vista aérea revela a beleza peculiar desta região.

Foi aqui na Freguesia de Santana que iniciou o povoamento da Ilha Grande no século XVII

LOPES MENDES

O passeio para a praia de Lopes Mendes (C), é um dos você não deve deixar de fazer para conhecer esta que é uma das praias mais bonitas do Brasil, partindo de Abraão (A), tem duração entre 5 e 6 horas, é realizado todos os dias em vários horários. Os barcos começam a partir do cais de turismo da Vila do Abraão entre 09h00 e 12h00

Neste passeio as embarcações não servem bebidas nem frutas;

Na praia do pouso há um pequeno e rústico bar;

Não há água potável em Lopes Mendes.

SANTO ANTÔNIO

A Praia de Santo Antônio é pequena, discreta e bem agradável. Possui características semelhantes a sua grande vizinha Lopes Mendes, com areia fina e branca, é muito procurada para a prática do surf.

Santo Antônio é uma praia “bem rochosa”, com várias pedras enormes que disputam espaço na faixa de areia.

CAXADAÇO

A praia do Caxadaço possui apenas 15 metros de extensão, selvagem, deserta, mística, com areia fina, de tons dourados e preto e nela deságua um pequeno riacho de água natural potável. 

A pedra da “espia”, dizem os antigos nativos da Ilha Grande, era usada por piratas e traficantes de escravos para observar a aproximação de embarcações;

Foi ponto de desembarque de mantimentos e escravos contrabandeados após o ato da Abolição da escravidão no Brasil;

Em 1945 contavam-se cerca de 15 famílias entre pescadores e funcionários do presídio na vila de Dois Rios, hoje é um refúgio deserto.

PARNAIOCA

A bela Praia da Parnaioca é uma das praias mais isoladas de toda a Ilha Grande. De frente para o Atlântico com sua areia amarelada e grossa tem o mar agitado, é funda e com pouca sombra em seus 1.000 m de comprimento. Na extremidade oeste, deságua o Rio Parnaioca que é um encanto, formando uma pequena lagoa na praia. 

Não existe iluminação por rede elétrica na Parnaioca.

PARQUE ESTADUAL MARINHO DO AVENTUREIRO

Parque Marinho é uma área protegida por lei com o objetivo de proteger e conservar a diversidade biológica de fauna e flora marinhas, existentes em todo o volume de água, o fundo do mar e porções de terra elevadas sobre o nível do mar, que estejam contidas em seu interior.

LAGOA AZUL

A Lagoa Azul da Ilha Grande passou a ter esse nome devido à semelhança com Port Antônio, na Jamaica - lugar onde foi encenado o famoso filme “Lagoa Azul” na década de 80.

Localizada na Freguesia de Santana, extremo norte da ilha, esta obra prima da natureza é formada por um colar de ilhas (dos Macacos, Comprida, Redonda e a própria Ilha Grande).

Sua água azul-turquesa com peixes multicoloridos e sua beleza cinematográfica fazem da Lagoa Azul um dos lugares mais visitados e contemplados da Baía da Ilha Grande

MERGULHO NO ILHA GRANDE

A Ilha Grande é um dos grandes pontos de mergulho no Brasil. Mergulhadores amadores e avançados encontram bons atrativos subaquáticos para divertirem-se!

Com águas limpas e cristalinas, de temperatura agradável, é na Ilha Grande que está uma das maiores concentrações de naufrágios do mundo, se considerarmos que a maioria deles são galeões europeus que naufragaram entre os séculos XVI e XIX, porque a ilha foi território de batalhas entre piratas, corsários e o Império

1 – Gruta do Acaiá | 2 – Praia Vermelha (naufrágio Califórnia) | 3 – Lage branca | 4 – Sítio Forte: Naufrágio Pinguino e ponta da aripeba | 5 – Lage do Matariz (helicóptero) | 6 – ponta do Bananal | 7 – Ilha do Abraão | 8 – Ilha do morcego | 9 – Ilha do amolá | 10 – Ilha do meio | 11 – Ilha do pau a pino | 12 -Lage do guriri | 13 – Ilha de Jorge Grego | 14 – Dois Rios (naufrágio Manoel Lourenço) | 15 – Ponta da Parnaioca (naufrágio Parnaioca) | 16 – Ilha dos Meros.

Os mergulhos em destaques são:

Mergulho no naufrágio do navio Pinguino, na Enseada de Sítio Forte. Um dos mais visitados do Brasil;

Mergulho no naufrágio Vapor Califórnia, Praia Vermelha;

Mergulho no helicóptero, laje do Matariz, Enseada do Bananal;

Lage do Guriri na Ponta de Castelhanos. Mergulho sob rochas e cavidades e fendas (*);

Ilha de Jorge Grego, em frente a Dois Rios e Lopes Mendes. Este um dos pontos altos da Ilha Grande.

HISTORIA

Em 1884, D. Pedro II iniciou a construção do Lazareto, inaugurado dois anos depois. A instituição servia como um abrigo provisório para viajantes que chegavam da Europa contaminados pela cólera. Assim como os navios de passageiros, o edifício ajardinado era dividido em pavilhões de primeira, segunda e terceira classes. Também dispunha de armazém para cargas e bagagens, um laboratório bacteriológico e farmácia.[2]

A primeira Colônia Penal foi criada em 1903, junto ao vilarejo de Dois Rios. Cumpriam pena no local os presidiários condenados por crimes comuns.

Desativado em 1913, o Lazareto só voltou a ser utilizado em 1939, como alojamento de fuzileiros navais. Em 1940, o antigo hospital passou a ser a Colônia Penal Cândido Mendes e recebeu os presos que estavam na Colônia de Dois Rios. Esta, por sua vez, passou a receber os presos políticos que antes ficavam em Fernando de Noronha - na época, cedida como base militar para os Estados Unidos, como parte do esforço brasileiro na Segunda Guerra Mundial. Entre os presos pelo Estado Novo estava o escritor Graciliano Ramos, que relatou a sua passagem no romance autobiográfico Memórias do Cárcere.

Em 1954, o prédio do Lazareto foi demolido pelo governador Carlos Lacerda, e os presos comuns foram transferidos para a Colônia de Dois Rios, que passou a se chamar Instituto Penal Cândido Mendes (IPCM). O presídio continuou em funcionamento até 1994, quando foi desativado pelo governador Leonel Brizola e implodido.[3]

Na década de 1970, criminosos presos no IPCM criaram a Falange Vermelha, organização criminosa que depois se tornaria o Comando Vermelho. Os fundadores foram os traficantes Rogério Lemgruber e William da Silva Lima, o Professor, além de José Carlos dos Reis Encina, o Escadinha.[4]

O acervo do IPCM desde 2009 integra o Museu do Cárcere, localizado na vila de Dois Rios e administrado pela Uerj.

DICAS

1-O clima, com muitas chuvas, ajuda a amenizar o calor na Ilha Grande, porém é importante lembrar-se de sempre se proteger. Protetor solar é imprescindível, assim como se manter sempre hidratado. Chapéu e óculos escuros também são bem-vindos. 

2-Um tênis para caminhar na água e fazer trilha pode ser útil, ainda mais depois de um dia de chuva, quando os caminhos enchem de lama. Muitos moradores da Ilha usam até galochas para caminhar. 

3-Há muitos cachorros na Vila do Abraão, evite sentar-se na areia sem proteção ou mesmo caminhar com calçado aberto onde pode haver urina e fezes dos animais. 

4-Jamais percorra trilhas longas e desertas sem companhia. Qualquer descuido poderá resultar em um acidente e não haverá ninguém para prestar socorro. Faça sozinho apenas as trilhas mais movimentadas.  

5-Levar bolsas térmicas para a praia é uma ótima opção, muitas são absolutamente desertas e não há nada para comprar. Outras oferecem quiosques e restaurantes, mas com preço um pouco salgado. Cooler e gelo estão disponíveis nos passeios de barco, você poderá levar sua própria bebida. 

6-Não esqueça a câmera fotográfica, principalmente se tiver uma subaquática. Ao sair da praia, sempre limpe a câmera com um pano úmido para retirar o sal. O mar é como um veneno para os eletrônicos. 

7-Mesmo com tempo nublado, as praias da Ilha Grande são lindíssimas. Se o dia estiver muito ruim e com chuva, evite trilhas longas e praias em mar aberto.  

8-Na cidade, há uma boa oferta de comércio e supermercados. Não haverá necessidade de se equipar totalmente para viajar. Você encontrará todos os bens básicos no comércio da ilha. 

9-O padrão de voltagem na Ilha Grande é de 110V. 

10-É muito comum queda de energia na ilha. Tenha sempre uma lanterna na bolsa. 

11-Cartões de crédito são comumente aceitos no comércio, mas nem sempre nos passeios de barco e quiosques na praia. Tenha dinheiro em mãos para não passar aperto, especialmente quando as máquinas de cartão não funcionam devido à falta de luz. 

12-O telefone celular não funciona em todas as praias, mas funciona bem na Vila do Abraão. Quando falta luz, é comum que o sinal do celular também não funcione. Não deixe para resolver nenhum problema urgente na Ilha Grande. Você poderá ficar incomunicável por algumas horas ou dias.

13-Em tempos de dengue, repelentes são sempre úteis, especialmente para quem vai fazer trilha e principalmente no final da tarde. A Ilha Grande, por incrível que pareça, não tem tantos mosquitos (diferente da Ilha Bela, famosa por isso). 

14-Nunca deixe para comprar a passagem de volta para o continente na última hora. Ela costuma esgotar especialmente nos finais de semana e feriados.

15-Carros não entram na Ilha Grande. Você precisará deixá-lo em um estacionamento no continente. Se não considerar seguro, vá de ônibus até um dos pontos da barca ou contrate um transfer. Assim o seu carro poderá ficar em casa ou em um local apropriado na cidade de origem. 

QUANDO QUER VIAJAR

PERGUNTE-NOS

TEMOS HOTÉIS, HOSTELS, POUSADAS

paraisosyplaceres@gmail.com

Escribir comentario

Comentarios: 0

Quiénes somos

Somos un grupo de tres generaciones enamorados de Arraial D´Ajuda que vive en Argentina pero va y viene muchas veces

Marga Artero, mi hija Marisol y mi nieta Sofia Soncin y la invalorable ayuda de Sergio Bonfiglio

Colaboradores especiales:

Clovis Heberle con su blog  https://clovisheberle.blogspot.com.ar

Maria Silva Leal Leal

Rosana Calzeta

Vagner Beraldo

 

 

Un agradecimiento especial a Guillermo Artero, mi papá  un gran escritor que siempre me alentó a hacer cosas novedosas

 

 BUENOS AIRES

MARGA ARTERO

paraisosyplaceres@gmail.com

Whatsapp   +54 911 5851 6484

 

 

 ARRAIAL D´AJUDA

SERGIO BONFIGLIO

sdbonfiglio@hotmail.com

Whatsapp  +55 73 98157 8507


Desde Rio de Janeiro para Brasil y el mundo

Paula Menezes

Socia Directora 

Feelings Turismo

Consultas

paraisosyplaceres@gmail.com